metade-metade @ 15:38

Qui, 08/11/12

Aos poucos e poucos tudo se vai recompondo e, ainda a ajudar a isto, vou-me mantendo ocupada com tudo aquilo que me compete a mim fazer.

Agora que olho para trás chego à conclusão que o querer ser sempre melhor não é - de todo - a melhor maxima para adoptar na vida. Há e sempre hão-de existir pontos altos e pontos baixos, "sim's" e "não's", tempestades e bonanças...cabe-nos a nós saber - e aprender! - reagir de forma apropriada a cada fase.

Não paramos de crescer ao longo da vida, e temos de agarrar as contrariedades com todas as forças para perceber o que poderia ter sido feito diferente. Assim, na próxima oportunidade tudo correrá melhor.

E vai correr!



Pesquisar
 
mais sobre mim
Na mesa de cabeceira:
Arquivo
2014

2013

2012

Quantos são?